A Agência Brasil errou

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de outubro de 2012 as 07:59, por: cdb

A matéria “Eletronuclear admite novos atrasos na montagem de Angra 3” permaneceu com erro das 13h01 de ontem (23) até às 9h54 de hoje. Diferentemente do que a Agência Brasil informou, “o presidente da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, admitiu que podem haver novos atrasos na construção e montagem da unidade”. A ABr informou que ele “admitiu uma demora maior na construção de montagem da unidade”. Leia a matéria corrigida – http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-10-23/eletronuclear-admite-…

A Agência Brasil errou

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de maio de 2012 as 14:10, por: cdb

Da Agência Brasil

Brasília – A Agência Brasil errou ao informar, às 13h49, que a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, disse que o Ministério de Minas e Energia tem em sua agenda a renovação de 18% dos contratos de concessão na área da geração de energia elétrica, que vencem em 2015. A frase da ministra sobre o assunto é: “Isso é um tema que está sendo tratado pelo Ministério de Minas e Energia, está dentro do prazo e, com certeza, o governo vai ter a resposta adequada”. Leia aqui a reportagem corrigida

A Agência Brasil errou

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 20 de julho de 2011 as 11:44, por: cdb

Brasília – A matéria “Líder do PR: Dilma está certa sobre afastamentos, mas precisa rever forma de tratar Legislativo” permaneceu com informação errada das 13h43 às 13h53. Diferentemente do que informava o texto inicial, o líder do PR na Câmara, Lincoln Portela (MG), não disse que houve demora na resolução de problemas envolvendo a Casa Civil, trecho que foi posteriormente suprimido.

Leia aqui a matéria corrigida.

A Agência Brasil errou

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de abril de 2011 as 19:05, por: cdb

Brasília – Diferentemente do que foi informado em matéria veiculada às 13h46 do último sábado (2), sob o título “Especialistas alertam para o perigo dos agrotóxicos para a saúde humana e o meio ambiente”, o senhor Mário Banderali não é professor, mas sim engenheiro agrônomo. Fazemos abaixo a correção, transcrevendo também, a pedido do senhor Banderali, declaração textual que fez durante a entrevista ao programa Revista Brasil. Leia a matéria corrigida.

Agência BrasilMeio Ambienteerramos