Polícia de NY prende 96 manifestantes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 25 de setembro de 2011 as 05:41, por: cdb

Os participantes do acampamento em Wall Street manifestaram-se pelas ruas novaiorquinas este sábado. A polícia tentou encurralá-los e prendeu quase cem manifestantes, que se queixam de violência policial sobre uma marcha pacífica. As detenções policiais violentas sobre a marcha pacífica chocaram os manifestantes e atrairam pela primeira vez a atenção dos grandes meios de comunicação para este protesto.

manifestação
Acampados desde o dia 17 em Wall Street, jovens protestam por mais democracia e menos poder para o setor financeiro

A manifestação de mais de mil pessoas saiu da zona da bolsa de Nova York, onde mais de duas centenas permanecem dia e noite, em direcção a Union Square, no centro da cidade. “Mas antes de lá chegarmos, a polícia cercou-nos e começou a prender gente de forma violenta. E sabiam muito bem quem deviam levar. Principalmente gente da equipa de imprensa e audiovisuais e todos os que têm dirigido as assembleias diárias”, disse um dos ativistas.

Após a manifestação, o acampamento voltou a reunir cerca de 600 pessoas numa assembleia na praça Zucotti, junto a Wall Street, sempre rodeada pelo forte dispositivo policial que cerca o local desde o seu início no último dia 17. Esta praça é propriedade privada de uso público, um estatuto legal que impede a polícia de tirar as pessoas de lá, ao contrário dos jardins públicos que pertencem à Câmara dirigida por Michael Bloomberg. O prefeito de Nova Iorque foi o primeiro a declarar guerra ao acampamento ainda na véspera de começar, dizendo que não queria ver os motins do Cairo na cidade.

A forma pacífica como tem decorrido o protesto acabou por ser interrompida pela acção policial. Mas não é só a polícia que tem merecido críticas dos manifestantes. A imprensa de grande circulação também tem sido criticada pelo silêncio mantido ao longo da primeira semana sobre a iniciativa. De fato, só com os incidentes deste sábado é que os media dedicaram algum espaço à iniciativa.

Os manifestantes que aderiram à acampada em Wall Street são sobretudo jovens e com reivindicações a favor de mais democracia e menos poder para o setor financeiro.

Comments are closed.