700.000 pessoas acompanham desfile do orgulho gay em Colônia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 6 de julho de 2003 as 15:55, por: cdb

Cerca de 700.000 pessoas assistiram, neste domingo, o desfile do orgulho gay em Colônia (oeste da Alemanha), uma semana depois do evento em Berlim e em outras cidades européias, como Paris e Madri.

Colônia, com uma população de pouco mais de um milhão de habitantes e uma das mecas dos gays alemães, viveu, neste domingo, como Berlim há uma semana, um de seus dias mais coloridos do ano, com um desfile lúdico no qual não faltou espaço para a reivindicação política.

Da mesma forma que em Berlim, as associações que organizaram a manifestação reivindicaram na Alemanha uma lei contra a discriminação de gays e lésbicas no contexto laboral, uma das promessas eleitorais do governo vermelho-verde, que já aprovou no mandato anterior o casamento gay.

A inauguração do evento contou com a participação do prefeito de Colônia, o democrata-cristão Fritz Schramma, e do prefeito-governador de Berlim, Klaus Wowereit, homossexual assumido que ergue todos os anos a bandeira do arco íris, símbolo do movimento gay, na prefeitura da capital por ocasião do desfile.

– A cada dia ocorrem discriminações, e não só contra gays e lésbicas. É algo que afeta todas as minorias – disse Wowereit, que foi recebido com aplausos e assobios de aprovação.

Durante o desfile, composto por noventa carros, participaram aproximadamente 40.000 pessoas, que chamaram a atenção de centenas de milhares de pessoas de todas as idades e condições sociais durante sua passagem pelo centro histórico.

Com o desfile do orgulho gay, também chamado Cristopher Street Day, os homossexuais lembram em muitos países a resistência a uma operação policial contra homossexuais no bairro nova-iorquino de Greenwich Village em 1969.