600 foram presas em protesto nos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 28 de setembro de 2002 as 00:10, por: cdb

A polícia de Washington prendeu cerca de 600 pessoas nesta sexta-feira, no primeiro dos três dias de protestos antiglobalização, que ocorrem durante as reuniões do FMI (Fundo Monetário Internacional) e do Banco Mundial na capital americana.

Os confrontos entre a polícia e os manifestantes ocorreram nas principais ruas de Washington. Os manifestantes acusaram a polícia de iniciar a violência.

Os manifestantes dançaram nas ruas da cidade, acorrentaram-se uns aos outros e puseram fogos em pneus.

Um grande engarrafamento tomou conta das principais vias de acesso de Washington.

Policiamento

A segurança da capital americana foi reforçada desde cedo e contará com 3,2 mil homens até o fim da reunião. O prédio do Banco Mundial foi isolado com barreiras de ferro.

Os policiais retiraram das calçadas latas de lixo e outros objetos que poderiam ser usados como armas pelos manifestantes.

“As pessoas presas vão perder vários protestos, porque elas vão ficar atrás das grades”, disse Charles Ramsey, comandante do policiamento.

Os protestos foram organizados pela Convergêcia Anticapitalista, que defende o fim do FMI e do Banco Mundial.

Devem se juntar aos atos os manifestantes que se opõem a uma guerra contra o Iraque.