Índice de Preços registra 0,42% em janeiro, segundo FGV

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 as 11:13, por: cdb
O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) registrou elevação de 0,42%
O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) registrou elevação de 0,42%

O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) registrou elevação de 0,42%  em janeiro, após alta de 0,63%  em dezembro, influenciado principalmente pela desaceleração dos preços no atacado, informou nesta quinta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice de Preços ao Produtor Amplo-10 (IPA-10), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60%  do índice geral, subiu 0,34%  em janeiro, ante alta de 0,66%  em dezembro.

Segundo a FGV, a alta dos preços dos produtos agropecuários desacelerou para 0,35%, ante 1,21%  no mês anterior. Já os produtos industriais registraram avanço de 0,34%, após alta de 0,44%  em dezembro.

Entre os estágios de produção, os preços dos bens finais subiram 0,80%, ante alta de 0,64%  em dezembro. Já os bens intermediários avançaram 0,43%, ante variação positiva de 0,42%  anteriormente. Por sua vez os preços das matérias-primas brutas recuaram 0,26%, após alta de 0,98%  em dezembro.

Os preços no atacado subiram no final do ano passado após registrarem deflação. Entretanto, o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) já chegou a mostrar uma leve desaceleração no início deste ano, o que se repetiu no resultado do IGP-10.

Classes de despesa

O Índice de Preços ao Consumidor-10 (IPC-10), que responde por 30%  do índice geral, acelerou a alta para 0,76%, frente avanço de 0,65%  em dezembro.

Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. O principal destaque ficou com o grupo Alimentação, que subiu 1,54%  em janeiro ante alta de 0,97% no mês anterior. Os preços de despesas diversas cresceram 2,51%, contra 0,65%  na leitura anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10) desacelerou a alta para 0,16%  em janeiro, contra avanço de 0,36%  no mesmo período do mês anterior. Os preços dos materiais de construção subiram 0,29%  e os da mão de obra, 0,05%. O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.