27/02/2012 – Judicialização da saúde leva prefeito ao TJMG

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 14:24, por: cdb

O prefeito Anderson Adauto manteve audiência nesta segunda-feira (dia 27) com a desembargadora Vanessa Verdolim, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Em pauta a judicialização da saúde, onde Uberaba é um dos municípios que sofre desequilíbrio financeiro no cumprimento de mandados judiciais para suprir o fornecimento de medicamentos, além daqueles ofertados pela farmácia básica.

O chefe do Executivo apresentou a desembargadora do TJMG a proposta de assessoramento técnico da PMU para auxiliar os magistrados da Comarca.  A judicialização da saúde já tem inclusive recomendação do Conselho Nacional de Justiça, que entende ser natural o apoio técnico aos juizes, que não são obrigados a entender de saúde.

Anderson destacou que levantamento mostra que o município tem gastado quase que o mesmo valor no atendimento dos mandados judiciais e na compra própria de medicamentos básicos. Diante da situação, não existe orçamento para suportar o crescente problema.

Outros. Ainda na capital mineira, AA tratou dos projetos de remoção de postes na avenida Leopoldino de Oliveira, para obras de ampliação do canal, e da instalação de rede de energia elétrica até a Estação de Tratamento de Esgoto Conquistinha (ETE).

No Tribunal de Constas do Estado (TCE-MG) solicitou que sejam agilizados os julgamentos das contas de seus mandatos como prefeito de Uberaba.

Também esteve na Codemig, para discutir a cessão de áreas para duas empresas de grande porte que definiram se instalar no Distrito Industrial 3.