150 mil pessoas morrem vitimas der hipertensão por ano no Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 26 de abril de 2003 as 14:18, por: cdb

Este sábado é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. Em todo o país, a SBC (Sociedade Brasileiras de Cardiologia) está promovendo uma campanha para medir a pressão das pessoas e explicar à população sobre os males da doença.

A estimativa é que no Brasil 30 milhões de pessoas sofram de hipertensão. Desse total, apenas 7,5 milhões devem estar em tratamento. Anualmente, quase 150 mil pessoas morrem em conseqüência do mal. Número divulgados pela SBC mostram que isso representa 32% de todas as mortes, 17% dos gastos do Sistema Único de Saúde (SUS) com internações e 24% das aposentadorias por invalidez.

Em Brasília, a campanha foi realizada no Parque da Cidade. Durante toda a manhã, foram distribuídos folhetos explicativos, e as pessoas puderam medir a pressão. Segundo a cardiologista Alexandra Mesquita, as pessoas precisam mudar os hábitos.

“É importante a prática de exercícios, parar de fumar e ter uma alimentação saudável”. A hipertensão quando diagnosticada no começo pode ter um tratamento simples, mas se a pessoa não se cuidar pode sofrer para o resto da vida, lembra ela.

O dia 26 de abril foi instituído como o Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão Arterial pela Lei nº 10.439, uma antiga reivindicação da Associação Paulista de Assistência ao Hipertenso (Apah), que desde 1995 realiza campanhas nesta data. A partir de 1998, a iniciativa passou a ser organizada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.