Zapatero nega pedido de Powell e Blair

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de março de 2004 as 18:28, por: cdb

O primeiro-ministro eleito da Espanha, José Luis Rodriguez Zapatero, resistiu nesta quarta-feira à pressão norte-americana e britânica para que mantenha as tropas espanholas no Iraque e disse que os soldados só ficam no país árabe se a ONU tiver um maior controle da ocupação.

Zapatero se encontrou com o secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, e com o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, para discutir a questão do Iraque. Segundo o possível futuro ministro das Relações Exteriores de Zapatero, Miguel Angel Moratinos, ele se manteve firme. O encontro entre Powell e Zapatero durou cerca de 15 minutos.

O espanhol disse a Blair e Powell que os 1.300 soldados espanhóis voltarão para casa em 30 de junho, a menos que mudanças radicais dêem à Organização das Nações Unidas (ONU) o controle sobre a política de segurança e a transição democrática no Iraque, disse Moratinos. A promessa de Zapatero de se retirar do território iraquiano tem apoio popular na Espanha, e Blair pareceu reconhecer isso na reunião.

– O primeiro-ministro disse que entendia que, não importa como a situação se desenrole no Iraque, Zapatero tem o apoio do povo espanhol – disse um porta-voz do premiê britânico.