Zapatero considera Brasil e Espanha sócios estratégicos no mundo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de janeiro de 2005 as 23:28, por: cdb

O primeiro-ministro da Espanha, José Luiz Zapatero, disse há pouco que as relações entre Espanha e Brasil estão, hoje, no melhor e mais intenso momento de sua história: “Vivemos uma crescente sintonia de ordem política e uma intensa presença econômica da Espanha no Brasil, especialmente em São Paulo, presença que nos permite situar nossa relação na dimensão de sócios estratégicos no mundo”.

Zapatero elogiou a seriedade e as regras claras que existem em São Paulo e a vontade de progredir juntamente com a Espanha. Para o governador paulista, Geraldo Alckmin, ainda há muito espeaço para intensificar esta parceria com “a ampliação dos investimentos espanhóis no Estado, na implantação de novos campos de comércio e na consolidação do intercâmbio educacional, científico e cultural”.

O governador citou ainda a possibilidade do desenvolvimento conjunto nas áreas de parcerias público-privadas e de meio-ambiente. De acordo com Geraldo Alckmin, a Espanha é o segundo maior investidor estrangeiro no Estado, lá concentrando 77% de suas aplicações, enquanto São Paulo é reponsável por 61% das imporações brasileiras da Espanha.

O primeiro-ministro da Espanha participa, neste momento, de jantar oferecido pelo governador Geraldo Alckmin no Palácio dos Bandeirantes. Amanhã, Zapatero encerra seus compromissos oficiais no Brasil durante café da manhã com empresários espanhóis que investem no país.