Will Smith realiza sonho de 25 anos e cai no samba

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 14 de fevereiro de 2005 as 19:24, por: cdb

A paixão pelo balanço da música brasileira vem desde os 12 anos, mas só 25 anos depois o ator e rapper Will Smith conseguiu realizar o sonho de ver ao vivo o Carnaval do Rio de Janeiro com tudo o que tinha direito. De camarote, o astro de Homens de Preto e Independence Day delirou ao chegar no Sambódromo em pleno desfile da Mangueira na sua primeira viagem ao Brasil. A primeira de muitas, se depender dele.

“Esta foi a maior experiência da minha vida, sentir essa energia, essa paixão, essa performance extraordinária, estou muito feliz,” disse à Reuters depois da passagem da Mangueira.

A demora para conhecer a ginga brasileira, confessou, deveu-se a uma agenda apertada de filmagens e gravações. “Foi a primeira vez que o meu trabalho me deu a oportunidade de vir aqui,” explicou.

Ainda sem samba no pé, mas achando tudo “fabuloso,” ele ensaiou alguns passos de samba, mas, como todo bom turista, garantiu que da próxima vez estará melhor. E a promessa já tem data marcada: o próximo Carnaval carioca.

No Brasil há apenas três dias, para divulgar a estréia do seu novo filme, Will realizou um sonho antigo ao desembarcar às três horas da manhã de quinta-feira e passear na areia de Ipanema, onde foi muito bem recebido em um luau de adolescentes, levando os seguranças do ator à loucura.

“Quando eu tinha 12 anos um comercial de um empresa aérea mostrava o Rio de Janeiro, com uma garota correndo na praia e ao fundo a música Garota de Ipanema…eu pensei, eu tenho que ir lá,” contou feliz de ter o desejo realizado.

Com comitiva de cerca de 20 amigos, Will só lamenta ter que ir embora tão cedo. Na segunda-feira, embarca para o México para continuar a divulgação do filme Hitch, que estréia no Brasil na próxima sexta-feira. Antes porém, vai realizar mais alguns desejos e no domingo deve conhecer pontos turísticos como Corcovado e Pão de Açucar. Isso se uma de suas outras paixões, o golfe, não falar mais alto. No sábado, antes do Sambódromo, foi com os amigos praticar o esporte da Gávea. “É bom para ficar em forma,” ensina o novo folião.