Wagner Loves está mais longe do Corínthians

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de janeiro de 2005 as 12:38, por: cdb

O atacante Vágner Love, do CSKA, está cada vez mais longe do Corínthians e neste segunda-feira, um de seus empresários, Evandro Ferreira, admitiu que o jogador desistiu de defender o Corinthians em 2005.

– Ele fez tudo para voltar, mas o presidente, com toda franqueza, lembrou que cumpriu tudo com a gente. E disse que o Vágner é o jogador mais importante e que não o liberaria – disse o empresário Evandro Ferreira, uma das pessoas que cuidam da carreira do atacante.

Evandro não só informa que Vágner desistiu de convencer os russos, como vai mais longe. “O Vágner está contente no fim das contas. Ele tem muita moral lá. Vai cumprir seu contrato. Vamos ver se no final do ano aparece algo novo”, afirma Evandro.

O fim das negociações com o Corinthians também é anunciado pelos representantes do CSKA. Rui Gonçalves, da empresa Castro Brothers, que trabalha no exterior para o clube de Moscou, informa.

– O Vágner está no Brasil agora para ficar perto do filho dele. Mas na quinta-feira, creio eu, ele embarca para Israel. Já está decidido que ele fica no CSKA para disputar a Copa da Uefa. O próprio Vágner já se convenceu disso. Acho muito difícil mudarem essa situação – afirmou.

Oficialmente, entretanto, o Corinthians ainda não deu a negociação como encerrada. O clube acenou com US$ 9 milhões, valor que não comoveu os dirigentes russos. Resta agora esperar uma definição.

A diretoria corintiana pode fechar nesta segunda-feira a contratação do lateral Paulo César. O jogador, capaz de atuar na direita ou esquerda, foi pedido por Tite. Segundo o empresário Hamilton Bernardi, procurador de Paulo César, ele e o gerente de futebol do clube, Paulo Angioni, vão conversar por telefone na segunda-feira à tarde para tentar definir o assunto.

Paulo César ainda tem vínculo com o Paris Saint-Germain, da França. O clube francês pretendia negociá-lo com um clube da Europa, mas as inscrições para os campeonatos nacionais se encerram nesta segunda. O atraso pode facilitar a negociação com o Corinthians, apesar de Angioni dizer que está cético com relação ao negócio.