Voos domésticos têm 11% de atraso antes da véspera de Ano-Novo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 as 18:10, por: cdb

>
30/12/2010Voos domésticos têm 11% de atraso antes da véspera de Ano-Novo

Da Agência Brasil

Brasília – Até o último boletim divulgado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), no início da noite, 10,8% dos voos domésticos registraram atrasos no país. Do total de 2.082 voos previstos para hoje (30), 224 tiveram atrasos. O percentual de voos cancelados chegou a 8,8%, de acordo com o boletim divulgado às 19h. Isso equivale a 184 voos cancelados.

A companhia aérea com maior percentual de voos atrasados é a Webjet, com 19,3% dos 114 programados. A empresa também tem o maior percentual de cancelamentos, com 20,2%.O percentual de atrasos nos voos internacionais da Webjet é menor, com 14,5% dos 152 previstos para hoje atrasados. No total das empresas aéreas, os voos internacionais cancelados representam 3,3%.

Ontem (29), os trabalhadores do setor aéreo descartaram a possibilidade de fazer uma paralisação no feriado do Ano-Novo. A decisão foi tomada em reunião entre o Sindicato Nacional dos Aeronautas, o Sindicato Nacional dos Aeroviários (SNA) e o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), no Rio de Janeiro.

A Infraero aproveitou o período de festas para lançar a campanha Fique por Dentro, que tem o objetivo de esclarecer os passageiros sobre a responsabilidade de órgãos e empresas com relação à prestação do serviço de transporte aéreo. De acordo com nota divulgada pela Infraero, foram instalados painéis com informações para usuários do sistema aéreo em nove aeroportos brasileiros. São eles os aeroportos internacionais de Brasília (DF), de Curitiba (PR), de Florianópolis (SC), no Galeão (RJ), de Guarulhos e Congonhas (SP), de Belo Horizonte (MG), de Porto Alegre (RS) e de Recife (PE).

A Infraero informou ainda que, desde a última quinta-feira (23), usa as redes sociais para atualizar as informações para os passageiros. Os usuários do sistema de transporte aéreo também podem agora consultar a situação dos voos em celulares do modelo smartphone.

Edição: Lana Cristina