Vítima de explosão do celular tem alta em Brasília

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de maio de 2006 as 12:22, por: cdb

Recebeu alta, nesta terça-feira, a estudante de 34 anos que sofreu queimaduras e ferimentos nas coxas e no antebraço após um aparelho de celular explodir em seu colo, no último domingo. O acidente aconteceu dentro do carro da vítima, em Formosa (GO). Ela foi internada no Hospital Regional da Asa Norte, em Brasília. Segundo sua família, a mulher foi submetida a uma cirurgia de três horas e terá de fazer cirurgia plástica depois que melhorar.

De acordo com o hospital, a estudante passa bem. O celular que explodiu, segundo a família, é da marca Motorola, informou o jornal Folha de S.Paulo. Procurada, a empresa informou não ter dados para poder comentar o caso. A vítima não quis falar com a imprensa, e a família pediu que seu nome não fosse divulgado. Moradora de Planaltina (DF), a estudante tinha feito um concurso público em Brasília e chegava a Formosa no momento do incidente para encontrar o marido, os dois filhos, de 6 e 2 anos, e alguns familiares, que acampavam.

Segundo Suzana E., tia da estudante, quando estava quase no local do encontro a vítima parou o carro, um Gol vermelho, numa estrada de terra para ir ao banheiro. Desligou o celular em que falava com o marido e o colocou no colo, onde já estava um outro aparelho. Nesse momento, o celular explodiu. De acordo com a tia, o celular em que a estudante falava, da Motorola, foi o que explodiu. A explosão teria provocado uma reação em cadeia, e o outro celular, da marca Nokia, também veio a explodir, segundo o relato da tia, que esteve no hospital para visitar a vítima.