Virgílio: “Resultado não me surpreendeu”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 15 de fevereiro de 2005 as 10:28, por: cdb

O candidato avulso do PT à Presidência da Câmara, deputado Virgílio Guimarães (PT-MG), derrotado no primeiro turno da eleição, disse que não considerou inesperado o resultado final, que deu a vitória ao deputado Severino Cavalcanti (PP-PE). Virgílio assinalou que já havia percebido um sentimento de insatisfação na Câmara.

– Sempre disse que havia um sentimento na Casa de auto-construção de sua direção e também uma exigência do país em torno disso. Esse sentimento manifestou-se em torno da candidatura do deputado Severino, um deputado de um partido da Base do Governo, que teve uma postura mais oposicionista do que eu gostaria, mais contundente e foi o desaguadouro desse sentimento. Portanto, temos que nos acostumar a ver o resultado das urnas como algo natural.

Virgílio Guimarães disse ainda que não pretende deixar o PT. O deputado avalia que deu uma enorme contribuição ao país ao tornar pública a discussão sobre a Presidência da Câmara.

PTB

O presidente do PTB, Roberto Jefferson (RJ), garantiu que a Base Aliada do Governo não ficará abalada com a eleição de Severino Cavalcanti (PP-PE). De acordo com o petebista, o presidente eleito da Câmara é um aliado do Presidente Luiz inácio Lula da Silva e ajudará na governabilidade.

– Não há crise institucional. Nós vamos ajudar o deputado Severino Cavalcanti a governar e a fazer esta composição com o Governo e a costurar esta aliança com o próprio PT.

Roberto Jefferson disse ainda que o PT foi o único derrotado no processo eleitoral na Câmara, por ter escolhido um candidato que não conseguiu unir a Base de apoio do Governo na Câmara.