Violento combate próximo de Bagdá matou pelo menos 300 iraquianos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de março de 2003 as 23:34, por: cdb

Uma gigantesca batalha entre as forças da coalizão e as tropas iraquianas estava em curso nas regiões de Najaf e Karbala, no que funcionários do Pentágono dizem que pode ser o maior combate da guerra até agora.

Os combates, nas imediações das duas cidades, ao sul de Bagdad, podem ter causado a morte até agora de 300 iraquianos, segundo fontes do Pentágono. As fontes não deram levantamento das baixas do lado das tropas aliadas, formadas por soldados norte-americanos e britânicos.

Informações iniciais davam conta de que as forças aliadas encontraram um considerável contingente iraquiano na área, mas tempestades de areia haviam impedido o apoio da Força Aérea.

As forças da coalizão estão enfrentando uma tenaz resistência que envolveria milhares de soldados iraquianos, nessas rotas de acesso a Bagdad, para reforçar as tropas que já estão a aproximadamente 75 quilômetros da cidade, enfrentando forte tempestade de poeira.

Há também informações não confirmadas de uma situação caótica em Basra, onde civis teriam se rebelado e forças britânicas se envolvido mais do que planejado inicialmente em coflitos na área urbana.

Há informações de que dois soldados britânicos morreram quando um tanque disparou por engano sobre outro tanque aliado.

Funcionários do Pentágono também disseram que alguns veículos de combate dos Estados Unidos foram perdidos na batalha, mas acrescentaram que só posteriormente seria feito levantamento das baixas.

Mais ao sul, sangrentos conflitos estavam em curso na cidade de Nasiriya, com intensa troca de fogo de metralhadora, morteiros e helicópteros de apoio às tropas aliadas.

As fontes do Pentágono disseram que soldados norte-americanos e civis iraquianos foram mortos nesses confrontos, mas não deram números. Sabe-se, contudo, que pelo menos um marine ficou ferido por “fogo amigo”.

Foi o terceiro dia consecutivo em que marines entraram em choque com forças iraquianas pelo controle da cidade, ao longo de crucial rota ligando o norte ao sul do país.

Há informações de que os marines tomaram um hospital em Nasiriya e capturaram cerca de 170 soldados que estavam nas instalações, em violação da Convenção de Genebra, segundo o Pentágono.