Vietnã condena à morte empresário acusado de fraude fiscal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de janeiro de 2005 as 07:33, por: cdb

O Tribunal do povo de Ho Chi Minh (Saigon) anunciou, nesta quinta-feira, a condenação à morte de um empresário acusado de fraude fiscal e de outras duas pessoas culpados de assassinato, informaram fontes judiciais.

A corte sentenciou ontem Duong Quang Tri, de 34 anos, subdiretor de uma empresa privada vietnamita, por apropriação indevida de 385 mil dólares (296 mil euros) subtraídos de um pagamento de novembro 2000 a julho 2001, e a sua mulher Pham Thi Kieu Phuong, diretora naquela época, a 16 anos de prisão pelo uso de contratos falsos para sonegação.

O mesmo tribunal condenou à morte Nguyen Ngoc Tuan, de 22 anos, e Nguyen Van Tiep, de 23, por roubo à mão armada em uma joalheria matando em sua fuga duas pessoas e ferindo outras sete, em maio de 2003.

Desde o início de 2005, o Vietnã sentenciou 29 pessoas à pena capital e executou cinco prisioneiros.