Vice de Saddam estaria por trás de ataques

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 30 de outubro de 2003 as 11:07, por: cdb

Autoridades do Departamento de Defesa dos Estados Unidos acreditam que um dos aliados mais próximos do ex-líder iraquiano Saddam Hussein coordenou pelo menos alguns dos recentes ataques contra as forças norte-americanas no país. Um funcionário do Pentágono revelou que o ex-general iraquiano Izzat Ibrahim Al-Duri pode estar coordenando os ataques no Iraque.

Al-Duri era o número dois no ex-governo iraquiano e, com exceção de Saddam, é o mais alto dirigente ainda não capturado pelos EUA. Ele foi vice-presidente do Conselho do Comando da Revolução (CCR) e é o número seis da lista dos 55 iraquianos mais procurados pelas tropas de coalizão.

As informações sobre o ex-general iraquiano estão ligadas possivelmente à recente captura em Mosul (norte) de um de seus ex-secretários e de dois líderes da organização terrorista Ansar Al-Islam. De acordo com o funcionário, Al-Duri tem conexões tribais em Mosul através da família de sua nora. Além disso, oficiais curdos dizem que o ex-general mantém uma ampla rede de contatos entre os ex-oficiais iraquianos – muitos deles dessa região-, e com o grupo paramilitar Fedayeens de Saddam.

Não está claro se entre os atos atribuídos a Al-Duri estão os atentados de segunda-feira passada em Bagdá, que mataram 43 pessoas. Em um primeiro indício sobre a nacionalidade dos autores do atentado, funcionários afirmaram que um homem preso após um dos ataques naquele dia tinha um passaporte sírio. O ministro interino da Saúde, Jodair Abbas, falou ontem que o preso é iemenita.