Vereadores acusados de aliciamento podem ser cassados em Porto Ferreira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 21 de outubro de 2003 as 03:24, por: cdb

O Ministério Público de Porto Ferreira abriu na última segunda-feira ação civil por improbidade administrativa contra os quatro vereadores acusados de aliciamento de menores para orgias em chácaras da cidade e região.
 
O MP também abriu uma segunda ação, convocando todos os suplentes de vereadores a assumirem as cadeiras abertas com a prisão dos envolvidos no esquema.

Segundo o promotor Cássio Conserino, a ação por improbidade administrativa se baseia em documentos levantados pela comissão parlamentar de inquérito (CPI) da cidade, que mostra que os vereadores usavam os telefones da Câmara para organizar as festas com as meninas.
 
Foram rastreados todos os ramais da Câmara, onde foram detectados ligações para os celulares de Valter Mafra e de duas das meninas que participavam das festas.