Verbas para escritórios dos deputados sobem 71,4%

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de janeiro de 2003 as 16:31, por: cdb

A Mesa Diretora da Câmara aprovou em reunião que terminou no início da tarde desta quarta-feira, o aumento de R$ 7 mil para R$ 12 mil da verba dos deputados para as despesas com escritórios políticos nos Estados, que representa um aumento de 71,4%. A Mesa aprovou também o reajuste na cota que cada deputado tem direito para despesas postais e telefones. A partir de primeiro de fevereiro a cota, que hoje é de R$ 3,8 mil, passará para R$ 4,2 mil; um reajuste de 10,05%.

O crédito para passagens aéreas também foi reajustado. Atualmente, a cota é de R$ 3,8 mil. O crédito para passagens aéreas também foi reajustado. Os valores vão de no mínimo R$ 3,383 mil e no máximo R$ 13,474 mil. Esses valores variam de acordo com a distância entre Brasília e o estado de origem do deputado.

A Mesa Diretora aprovou ainda recomendação para que a próxima diretoria a ser eleita em 2 de fevereiro reajuste a verba de gabinete de R$ 25 mil para R$ 30 mil. Esse aumento é proibido pela diretoria atual, porque a Lei de Responsabilidade Fiscal impede que o dirigente conceda reajuste aos servidores 120 dias antes de deixar o cargo. A verba de gabinete é usada para pagar salários de funcionários de gabinete.