Vaticano cria regras para casos de padres pedófilos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 8 de janeiro de 2002 as 23:29, por: cdb

O Vaticano elaborou um conjunto de regras para ser seguido por bispos que têm de tratar de casos de padres acusados de abusar sexualmente de crianças. O documento foi escrito no ano passado, mas revelado apenas nesta terça-feira.

As regras prevêem que os casos devem ser comunicados imediatamente ao Vaticano, que então determinará as medidas a serem tomadas. Por exemplo, o Vaticano pode determinar que o sacerdote suspeito de pedofillia seja julgado por uma corte religiosa criada no próprio local onde surgiu a acusação. Nesse caso, os procedimentos serão secretos.

Mas as regras divulgadas não especificam as punições que podem ser imputadas aos sacerdotes, caso o tribunal venha a considerá-los culpados. O documento também não diz se as autoridades civis devem ser comunicadas sobre o caso pelos líderes religiosos. Casos recentes de sacerdotes católicos acusados de pedofilia foram registrados na França e nos Estados Undios e em ambos os países, líderes da Igreja Católica local foram condenados por acobertar as denúncias de crianças que foram abusadas por padres.