Vasp só decola com mais de 50% de passageiros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de janeiro de 2005 as 16:39, por: cdb

Os aviões da Vasp que começaram a decolar novamente, no final da tarde desta segunda-feira, estavam com mais de 50% de sua capacidade de transporte de passageiros. Se a demanda for inferior a isso, os vôos continuarão a ser cancelados. A informação é do coordenador de Comunicação da Vasp, Mario Galvão.

– É a política da empresa agora – disse.

Segundo a empresa, o passageiro que tiver o vôo cancelado pode optar por esperar o próximo, ou pedir o ressarcimento do valor pago, o que demora 30 dias para ser realizado. As demais empresas aéreas não estão endossando os bilhetes da Vasp.

– As empresas não estão aceitando passageiros da Vasp – afirmou Galvão.

Ele não confirmou o número de vôos cancelados ontem e disse que um parecer sobre a situação deve ser emitido hoje no final da tarde. De acordo com a assessoria de Comunicação, a empresa cobre 15 cidades e essa malha não deve ser diminuída. No ano passado, a Vasp diminui em 20% a sua malha.

Galvão confirmou que o salário de dezembro dos funcionários está atrasado e deve ser pago “o mais breve possível”. Sobre a dívida com o governo federal, a empresa informou que “o governo deve dinheiro à Vasp” e que o processo deve ser julgado em breve pelo Supremo Tribunal Federal (STJ).

– Em janeiro, a Varig e a TransBrasil tiveram parecer favorável e nós estamos aguardando – ressaltou Galvão. Dados da empresa revelam que o valor devido pelo governo federal à Vasp estaria em torno de R$ 2,8 bilhões, o que cancelaria a dívida da empresa com o governo.