Vasco goleia Americano por 4×1

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 20:16, por: cdb

Com uma exibição de gala de Marcelinho, o Vasco goleou o Americano, por 4 x 1, neste domingo, no Maracanã, e praticamente garantiu sua vaga na final do Campeonato Carioca. Com o resultado, o time de São Januário pode perder por até três gols de diferença, no próximo final de semana, que ainda assim estará na decisão da competição.

O Vasco partiu para cima como um rolo compressor e, logo aos 17 segundos de jogo quase marcou o primeiro gol. Após lançamento de Marcelinho na saída de bola, Russo cruzou e, no rebote, o “Pé de Anjo” chutou rasteiro, à direita de Charles.

Este foi apenas o primeiro de um grande4 número de tentativas do meia vascaíno, que deu as cartas na primeira etapa. Marcelinho já tinha chutado outra bola quando, aos 6 min, lançou Edinho, que encobriu o goleiro e deixou Valdir na cara do gol. Dentro da pequena área, o atacante não conseguiu dominar a bola com o pé direito, mas tocou de cabeça para o gol vazio e abriu o placar.

Atônito, o Americano tinha ameaçado apenas uma vez, numa boa cobrança de falta do ala esquerdo Marcos Lucas. Aos 10min, Marcelinho tabelou com Valdir e a bola sobrou para Marques, que tocou para Russo cruzar na cabeça do Pé de Anjo: Vasco 2 x 0.

O time de Campos não se intimidou e, na segunda falta que cobrou, Marcos Lucas acertou o ângulo esquerdo de Fábio e diminuiu a vantagem do adversário. Mais relaxado em campo, o time do Caixa D’água (Eduardo Viana, presidente da Federação do Rio) equilibrou as ações.

Inferior tecnicamente, no entanto, o Americano levou perigo novamente apenas aos 41 min, quando o árbitro Jorge Rabelo, a dois metros do lance, inexplicavelmente não marcou um pênalti claro de Alex em Fabrício.

Mesmo com Léo Lima jogando mal e Marques, que voltava após 40 dias parado, participando pouco do jogo, o Vasco ainda ameaçou com duas faltas cobradas por Marcelinho, uma delas no ângulo, num chute do lateral direito Russo, que acertou a trave, e num gol incrível perdido por Léo Lima.

O Americano voltou com mais disposição no início do segundo tempo e. logo aos 4 min. quase empatou a partida, após um chute de Chiquinho, de dentro da área, que Fábio espalmou para escanteio.

Mesmo sem o mesmo ritmo do primeiro tempo, o Vasco aos poucos foi recuperando o domínio da partida. Aos 11 min, o bandeira Manoel do Couto assinalou erradamente um impedimento do atacante Valdir que, sozinho, chegou a completar para o gol após cruzamento de Russo.

Superior, o time de São Januário já fazia por merecer o terceiro gol. E, ele chegou pelos pés de Marcelinho, o melhor jogador em campo. Valdir sofreu falta na entrada da área e o Pé de Anjo colocou no ângulo.

Após o terceiro gol, o Vasco recuou e chegou a dar campo para o Americano reagir. Desanimado, porém, o time de Campos pouco incomodou o goleiro Fábio. Quando a partida se encaminhava para um final sonolento, Marcelinho tabelou com Valdir, que tocou para Cadu. O atacante chutou na trave e Marcelinho fez o terceiro gol, encerrando uma atuação que só não foi perfeita porque, aos 45 min, o jogador deu uma tesoura voadora em Marcelo e poderia ter sido expulso.

AMERICANO 1 x 4 VASCO

Americano
Charles, Anderson Luiz, Rogério e Laerte; Chiquinho, Luciano Netter, Baiano, Ronaldo e Marcos Lucas; Fabrício e Marcelo Carioca (Fabrício Ernesto)
Técnico:Gaúcho

Vasco
Fabio, Russo, Alex, Wellington Paulo e Edinho (Wellington); Rogério Correa, Rodrigo Souto, Marcelinho e Léo Lima (Cadu); Marques (Souza) e Valdir
Técnico:Antônio Lopes

Data: 9/3/2003 (domingo)
Local: Maracanã
Público: 11.889 presentes
Renda: R$ 103.049 mil
Juiz: Jorge Rabello
Cartões amarelos:Anderson Luiz, Ronaldo, Laerte, Chiquinho (Americano); Valdir, Marcelinho (Vasco).
Gols: Valdir, aos 6 min, Marcelinho, aos 10 min e Marcos Lucas, aos 12 min do primeiro tempo; Marcelinho, aos 16 min e 43 min do segundo tempo.