Vasco empata com Timão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 17 de novembro de 2002 as 18:06, por: cdb

Em uma partida com poucas emoções no estádio do Pacaembu, Corinthians e Vasco empataram por 1 x 1 na última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Timão termina em terceiro lugar com 43 pontos e irá enfrentar o Atlético-MG (sexto colocado) nas quartas-de-final. Por outro lado, o Vasco já entrará em férias a partir desta segunda-feira.

Foi o terceiro jogo sem vitória do Corinthians. Além do empate com o Vasco, o Timão havia perdido para o Botafogo-RJ e também empatado com o Bahia, na última quarta-feira

Um primeiro tempo morno. De um lado, o Corinthians já classificado e jogando apenas para saber qual seria sua classificação ao final da primeira fase. Do outro, o Vasco, que entrava em campo apenas para cumprir tabela

Ao contrário das outras partidas, o lado esquerdo corintiano não era tão utilizado. O time de Parque São Jorge preferia as investidas de Rogério e Deivid, que não estavam bem na partida.

Por coincidência, a melhor jogada saiu dos pés de Kleber, aos 24 minutos. O lateral esquerdo cruzou para Deivid, que ajeitou com o peito para Renato. Desequilibrado, o meia chutou em cima do goleiro Fábio.

Tranqüilo em campo, o Vasco esperava o Timão para atuar no contra-ataque. Sem conta com os titulares Valdir, machucado, e Léo Lima, contundido, a equipe carioca aposta na experiência de Ramón e Petkovic.

A tática usada por Antonio Lopes poderia ter sido completa caso o árbitro mineiro Alicio Pena Junior não anulasse gol legítimo de Ramón, aos 26 minutos.

A maior emoção do primeiro tempo aconteceu nas arquibancadas do Pacaembu, quando os torcedores corintianos comemoravam cada gol marcado pelo Vitória contra o arquirival Palmeiras.

Para a etapa final, o técnico Carlos Alberto Parreira resolveu mexer na equipe. Tirou Gil, que estava pendurado, Renato e Deivid para colocar Marcinho, Juliano e Leandro.

As entradas surtiram efeito. Além de melhorar o rendimento da equipe apática da etapa inicial, o Timão chegou ao seu primeiro gol e novamente com interferência da arbitragem

Aos 19 minutos, o lateral Kleber cruzou para Guilherme, impedido, colocou para o fundo da rede.

Foi o décimo gol do atacante no nacional. A partir daí, o Corinthians voltou a jogar mal e o Vasco se aproveitou.

Faltando cinco minutos para o fim do jogo, o zagueiro Ânderson colocou a mão na bola. O meia Ramon cobrou e deu números finais ao clássico
regional.

CORINTHIANS 1 x 1 VASCO DA GAMA

Corinthians
Doni; Rogério, Fábio Luciano, Ânderson e Kléber; Fabinho,
Vampeta e Renato (Juliano); Deivid (Leandro), Guilherme e Gil
(Marcinho)
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Vasco
Fábio; Géder, Marcelo e Rogério Corrêa; Russo (Souto), Bruno
Lazaroni, Henrique, Petkovic e Siston; Ramon e Souza (Zé
Carlos)
Técnico: Antônio Lopes

Data: 17/11/2002 (domingo)
Local: Estádio do Pacaembu, São Paulo
Horário: 16 horas
Juiz: Alício Pena Júnior (MG)
cartão amarelo: Henrique (Vasco); Rogério (Corinthians)
gols: Guilherme, aos 19 min, e Ramon, aos 40 min do
segundo tempo