Varig tem mais de 60 vôos cancelados desde o fim de semana

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de junho de 2006 as 09:50, por: cdb

A Varig teve ao menos 11 vôos cancelados nesta terça-feira. Desde sábado, de acordo com informações da assessoria da empresa, que enfrenta grave crise financeira,  foram cancelados mais de 60 vôos, parte deles internacionais.

A Varig  disse que o problema ocorreu devido ao atraso na liberação de duas aeronaves que estavam em manutenção programada, afetando a ponte aérea Rio/São Paulo, e à necessidade de manutenção de outros aviões. A empresa também culpou as “más condições climáticas nos aeroportos de Foz do Iguaçu, Florianópolis e Salvador, onde forte chuva interrompeu a operação de todas as companhias aéreas.”

Os vôos que foram cancelados na segunda-feira, representam cerca de 11% dos 180 vôos diários operados pela Varig. No final de semana, 559 passageiros da Varig tiveram seus vôos para Nova York, México, Miami e Santiago cancelados, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e foram acomodados em hotéis ou transferidos para outras companhias aéreas.

A Anac informou que o cancelamento de vôos não é passível de punição pela agência, que tem por obrigação apenas checar se os passageiros foram realocados para hotéis ou para outros vôos.

A TAM, maior companhia aérea do país, informou que tem política de embarcar o passageiro de outra empresa caso tenha disponibilidade em seus aviões, mas ainda não tinha o balanço fechado a respeito do fato ocorrido com a Varig. A Gol não comenta o assunto.

A Varig tem uma frota de 60 aeronaves e 46 estão em condições de voar. Na semana passada, a Justiça de Nova York concedeu o arresto de sete aerovanes da Boeing, a partir desta terça-feira. A Corte de Falências de Nova York deve decidir  ainda nesta terça-feira se prorroga a proteção aos aviões da Varig em território americano.

Nesta segunda-feira, o juiz Luiz Roberto Ayoub, que cuida da recuperação judicial da Varig na 8a Vara Empresarial do Rio, aceitou com condições a única proposta de compra da empresa aérea feita pela NV Participações em leilão na semana passada. A NV Participações, que representa os Trabalhadores do Grupo Varig (TGV), ofereceu 449 milhões de dólares pela Varig Operacional, que inclui rotas domésticas e internacionais.

O prazo dado por Ayoub para que a NV Participações esclareça pontos de sua proposta, incluindo a comprovação de que tem recursos para honrar o pagamento, termina na quarta-feira. Se a proposta de 1 bilhão de reais não for aceita, a falência da companhia poderá ser decretada.