URUGUAIOS DO MINUSTAH SÃO INVESTIGADOS POR MAUS TRATOS A HAITIANO

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de setembro de 2011 as 14:41, por: cdb

MONTEVIDÉU, 1 AGO (ANSA) – O Ministério de Defesa do Uruguai abriu um inquérito sobre um vídeo em que cinco oficiais da Marinha que integram a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah) maltratam um cidadão haitiano.
   
O ministro encarregado da pasta, Eleuterio Fernández Huidobro, ordenou que as investigações fossem feitas tanto na Marinha quanto no próprio Ministério, como foi divulgado por um comunicado oficial do órgão.
   
“Devemos informar que levaremos estas investigações até suas últimas consequências, que aplicaremos para cada caso, quando necessário e para casa responsabilidade, o rigor das máximas sanções e que, caso seja preciso, enviaremos para a Justiça Penal” os envolvidos, acrescentou Huidobro.
   
As imagens nas quais um haitiano aparece sendo maltratado por oficiais uruguaios foi gravada por um aparelho celular e enviado do Haiti a Nova York e, de lá, para o Ministério de Relações Exteriores do país, que repassou a evidência para a pasta da Defesa.
   
O jornal uruguaio Ultimas Noticias publicou hoje que os cinco soldados fizeram uma “morta”, agressão onde são apertados os órgãos genitais da vítima, e golpearam o cidadão que, segundo o periódico, falava espanhol e era conhecido das tropas. (ANSA)