Unicef: Turquia deve promover a educação entre as mulheres

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 15 de junho de 2003 as 16:12, por: cdb

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) convocou neste domingo as autoridades da Turquia a intensificar os esforços para favorecer a educação das meninas, dentro de uma campanha da organização destinada a promover os direitos dos menores.

– Uma em cada oito meninas turcas não vai ao colégio. É muito triste. É um país que se prepara para entrar na União Européia e uma das questões principais na qual deveria concentrar-se é o fim das desigualdades entre meninos e meninas – disse Carol Bellamy, diretora-executiva da Unicef.

Bellamy chegou, neste domingo, a Istambul para lançar uma campanha internacional destinada a promover os direitos das crianças em seis países do Leste Europeu nos quais a pobreza, a discriminação e a falta de cuidados médicos impedem a aplicação integral da convenção da ONU para os direitos da infância de 1989.

O projeto, apoiado pela União Européia e diversas Organizações Não-Governamentais (ONGs) durará dois anos e será aplicado na Albânia, Geórgia, Cazaquistão, Macedônia, Ucrânia e Turquia.

A campanha, intitulada Não se esqueçam das crianças, será lançada nesta segunda-feira, em Istambul, com a participação de organizações de 27 países, informou o porta-voz de Unicef, Sema Hosta.

A escola primária na Turquia é obrigatória e gratuita mas muitas famílias se recusam a enviar suas filhas ao colégio. Dos 7,5 milhões de analfabetos existentes no país, seis milhões (80%) são mulheres.