Unasul diz que Paraguai está pronto para eleições

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de novembro de 2012 as 16:37, por: cdb

O enviado especial da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) ao Paraguai, Salomón Lerner, afirmou que o processo eleitoral no país está caminhando para um “bom estágio”. A suspensão do país da Unasul será um dos temas da Cúpula da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), em Lima, no Peru, no próximo dia 30, como afirmou o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota.
O enviado da Unasul passou dois dias em reuniões com autoridades eleitorais paraguaias e líderes dos principais partidos políticos do país, incluindo o ex-presidente Fernando Lugo, para verificar os preparativos para as eleições marcadas para 21 de abril.

Suas observações darão origem a um relatório, que será analisado pelos presidentes dos países-membros da Unasul. “O que os documentos dizem é que a plena vigência da democracia é um ingrediente fundamental para o processo de integração. O que os chefes de Estado vão determinar é sobre a plena vigência da democracia”, disse Patriota, após reunião com o chanceler da Polônia, Radoslaw Sikorski, no Itamaraty.

“A eleição é uma forma [de estabelecer a democracia]. Esperamos que o processo eleitoral paraguaio transcorra da maneira mais democrática e transparente e pavimente a reincorporação do Paraguai na Unasul”, disse Patriota.

De acordo com o enviado especial, o Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) do Paraguai tem “um bom manejo da situação” e as autoridades locais estão dispostas a cooperar para que o pleito ocorra da melhor maneira.

Ele também informou que a Frente Guasú, aliança composta por partidos de esquerda e que conta com a participação de Lugo, tem expressado preocupação com a transparência das eleições.

Patriota acrescentou que deve ser enviada uma missão de observadores da Unasul para o acompanhamento das eleições presidenciais no Paraguai, em 21 de abril de 2013.

Com informações de agências

 

..