Um silêncio que se nota

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 24 de março de 2012 as 08:00, por: cdb

Já se afirma que as votações na Câmara só devem ser retomadas após a Semana Santa. E o que chama a atenção nas votações na Casa é a ausência dos ambientalistas, das suas lideranças, das ONGs, de deputados e dirigentes partidários no debate do Código Florestal.

Essa ausência se dá não apenas nas votações, mas na sociedade. Há um silêncio inexplicável dessas vozes. Ninguém sai para defender o governo, ou sequer o projeto aprovado no Senado, fruto de muito trabalho e de acordos.

Qual é a razão? Há os que querem atrelar a votação do Código Florestal à votação da Lei Geral da Copa. A Lei da Copa diz respeito a uma questão importante, mas menor. Mas a suspensão da proibição durante a Copa da venda de bebidas alcoólicas nos estádios está servindo de pretexto para aliados insatisfeitos com o governo apoiarem a posição dos evangélicos sobre a questão. No fundo, também esta é uma forma ou de fazer oposição, ou de pressionar o governo.

Isso não significa que não haja uma crise na relação entre parlamentares e governo e que não seja preciso repactuar a aliança com os partidos da base. Mas esta já é uma outra questão.