Turquia diz que tem direito de reforçar a fronteira com o Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de março de 2003 as 10:36, por: cdb

O comandante do Exército da Turquia, general Hilmi Ozkok, disse que o seu país tem o direito de reforçar a segurança na sua fronteira com o Iraque, mas indicou que nenhuma tropa será enviada unilateralmente, sem consulta aos Estados Unidos.

Há meses, a Turquia vem concentrando tropas na sua fronteira do leste, e tem havido temores de choques entre militares turcos e forças curdas – ambos aliados dos Estados Unidos na região.

O correspondente da BBC no sul da Turquia, Nick Thorpe, afirma que os comentários do general Ozkok parecem diminuir a probabilidade de que haja uma guerra dentro da guerra, envolvendo dois aliados-chave dos americanos na região.

Segundo o correspondente, as afirmações de Ozkok vão ser acompanhadas de perto no Oriente Médio.

Críticas

O Exército continua a ser uma parte influente no Estado turco.

Até agora, parecia ser apenas uma questão de tempo até que a incursão da Turquia ocorresse na fronteira com o Iraque, na área controlada pelos curdos.

A Turquia tem sido atingida por críticas de Estados Unidos, Grã-Bretanha e União Européia por causa de seus planos militares.

O general afirmou que não pode aceitar que países que temem o terrorismo, e tomam medidas contra essa ameaça, recusem-se a entender o medo turco de que o terrorismo ressurja contra si mesmo.

Isso é uma referência às guerrilha curda PKK, contra quem a Turquia tem travado uma guerra longa e que ainda está ativa no norte do Iraque.