TRT-RJ deve julgar greve em obra da Petrobras na semana que vem

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 17:31, por: cdb

Deve acontecer na próxima semana o julgamento da greve no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj), uma das principais obras em andamento da Petrobras. O Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Rio de Janeiro (TRT-RJ) deverá marcar a data. A informação é do advogado Almir Ferreira Gomes, que representa os trabalhadores.


Segundo Almir, a categoria fez um acordo na sexta-feira (24) no TRT se comprometendo a retornar ao trabalho na segunda-feira, o que não foi cumprido.

“Agora a greve vai para julgamento, estamos aguardando a data, mas com certeza vai ser semana que vem”, disse o advogado. “Se julgar que é abusiva, eles vão ter que voltar ao trabalho”.

Segundo Gomes, mais de 10 mil trabalhadores estão parados dos cerca de 15 mil que trabalham na construção do Comperj, projeto de US$ 8 bilhões que vai aumentar a capacidade de refino da Petrobras em 165 mil barris diários a partir de 2014.

A Petrobras não soube informar a situação atual da obra e disse que está apenas acompanhando as negociações entre as empreiteiras e os empregados. A empresa afirma que o cronograma da conclusão do Comperj não será prejudicado pela greve.

Os trabalhadores marcaram uma manifestação na sexta-feira (2) em Itaboraí. Com dissídio em março, a categoria quer ajuste salarial de 18% e pagamento de vale refeição no valor de R$ 390. As empresas oferecem 8%.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e Mobiliário de São Gonçalo e Região (Sinticom), Manoel Vaz, as empreiteiras não depositaram em retaliação a Participação nos Lucros e Resultados, esperada para o último dia 20.

Com Folha Online

 

..