Tropas americanas só partirão do Iraque com o fim do ‘trabalho’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de novembro de 2003 as 04:51, por: cdb

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, garantiu que as tropas americanas não partirão do Iraque e do Afeganistão até que encontrem o ex-presidente Saddam Hussein e o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden.

Em entrevista à imprensa britânica que será publicada nesta sexta-feira, Bush disse que ‘não partiremos antes do fim do nosso trabalho. Isto é definitivo’.

Perguntado se a missão das tropas americanas compreendia a captura de Saddam Hussein e Osama bin Laden, o presidente respondeu:
 
– Sim, faz parte da mesma, mas uma sociedade livre e democrática é ainda mais importante. Esta é a missão – falou.

Washington tenta atualmente acelerar a transmissão da soberania para os iraquianos, em meio a crescente onda de ataques da resistência iraquiana contra as tropas da coalizão.

– Queremos que os iraquianos compreendam que os consideramos perfeitamente capazes de dirigir seu próprio país. Quanto mais cedo transferirmos a soberania, de modo compatível com a estabilidade do país, melhor será – disse Bush na entrevista.

As declarações de Bush ocorrem após as reuniões que o presidente manteve em Washington com o administrador americano do Iraque, Paul Bremer, chamado para consultas e orientado a acelerar a participação iraquiana na direção do país.