Tropas americanas no Iraque vão receber ajuda de golfinhos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de março de 2003 as 17:12, por: cdb

As forças dos Estados Unidos no sul do Iraque vão contar a partir de desta terça-feira, com a ajuda de golfinhos adestrados para procurar minas na área do porto iraquiano de Um Qasar, ocupado por tropas americanas e britânicas.

O porto de Um Qasar será destinado a receber a ajuda humanitária para os iraquianos, mas o Pentágono quer ter certeza que essa área do Golfo Pérsico está livre de minas marinhas que poderiam ter sido implantadas pelas forças do Iraque.

Um porta-voz da Marinha de Guerra dos EUA informou que os golfinhos foram “muito bem” adestrados para a detecção desses artefatos.

O capitão Mike Tillotson explicou aos jornalistas em Doha, sede do comando central da campanha no Iraque, que pelo menos quatro golfinhos poderiam executar essa tarefa em Um Qasar usando suas ondas sonoras e outras habilidades naturais para localizar minas e outros explosivos deixados no mar pelos iraquianos.

Tillotson acrescentou que os golfinhos serão mantidos na água durante a viagem aérea dos EUA para o Golfo e disse que estes animais “viajam muito bem”.

Também comentou que os animais vão receber alimentos de qualidade, além de vitaminas.

O porta-voz disse que os golfinhos não foram treinados para tirar as minas da água, mas para localizar um sinal a uma distância prudente, minimizando qualquer perigo para eles mesmos.

As forças dos EUA e da Grã-Bretanha que ocupam o porto de Um Qasar descobriram várias minas na semana passada na parte de trás dos vários navios na península de Faw, entrada de Um Qasar.

No entanto, vários mergulhadores que procuram minas em Um Qasar informaram na última segunda-feira (24) que não tinham encontrado nenhum artefato deste tipo, nem outros explosivos.