Trabalhos nas CPIs não avançam

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 3 de janeiro de 2006 as 12:25, por: cdb

O ano político, no Congresso, começou com o pé esquerdo. Desgastado pela ausência de parlamentares em período de convocação extraordinária, que custará aos cofres públicos cerca de R$ 100 milhões, o Legislativo se desmoraliza perante a opinião pública e não dá sinais de retomada de votações importantes para a economia nacional. Mesmo as investigações sobre o escândalo do desvio de recursos de estatais para o “valerioduto” não avançam. O depoimento na sub-relatoria de Contratos da CPI dos Correios, marcado para as 9h desta terça-feira, quando deveria prestar depoimento Marcus Valerius Pinto Pinheiro de Macedo, suposto advogado da transportadora Skymaster, foi cancelado.

O vice-presidente da comissão, deputado Asdrúbal Bentes (PMDB – PA), disse que a irmã do advogado informou ter mandado um e-mail explicando o motivo da ausência do depoente. Bentes afirmou, no entanto, que não recebeu tal correspondência. Segundo o deputado, foi mantido no depoimento do segurança Francisco Marques Cariocaa mesma afirmação, revelada na última quarta-feira na CPI, de que ele repassou a Marcus Valerius mais de R$ 1 milhão que teria sacado das contas da Skymaster. O segurança chegou atrasado para a audiência no Senado.