Trabalhadores sem-terra são mortos no Triângulo Mineiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 24 de março de 2012 as 14:33, por: cdb

Três integrantes do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) foram encontradas mortos com um tiro na cabeça na rodovia estadual MGC-455, próximo ao distrito de Miraporanga, a 40 quilômetros de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Dois dos mortos são homens e tinham 40 e 52 anos. A outra vítima é uma mulher de 48 anos, segundo a Polícia Militar. Uma criança de 5 anos viu tudo e foi encontrada em estado de choque.


Segundo a Polícia Militar, os corpos de Nilton Santos Nunes, 52, e Valdir Dias Ferreira, 40, estavam do lado de fora do carro. Já o de Clestina Leonor Sales Nunes, 48, estava dentro do veículo. Uma criança de 5 anos, neta de Nilton e Clestina e sobrinha de Valdir, estava no banco de trás do veículo quando os três foram mortos. A garoto foi encontrada pelo Corpo de Bombeiros em estado de choque.

A polícia agora apura se a criança conseguiu se esconder atrás de um dos bancos ou se os suspeitos de cometerem o crime a pouparam. “Ainda estamos em processo de apuração do caso. Colhemos informações no local e agora fica a cargo da Polícia Civil”, disse o sargento da PM Reis.

Testemunhas informaram aos policiais que dois homens chegaram em um carro prata e pararam o veículo deles. Em seguida, os dois homens desceram para saber o que era e nesse momento foram baleados com um tiro na cabeça. A mulher, que estava no banco da frente do carro, foi morta antes de tentar sair do veículo.

A polícia descarta a hipótese de latrocinio (roubo seguido de morte), porque no colo de Clestina Nunes estava uma bolsa com R$ 1.600 em dinheiro. Toda a documentação das três vítimas estavam espalhadas pelo chão. A polícia suspeita que a motivação possa ser acerto de contas ou rixas por conta da atuação dos três no MLST. Até o momento nenhum suspeito foi localizado.

Fonte: UOL

 

..