Trabalhadores ainda não sacaram abono do PIS/Pasep

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 as 11:21, por: cdb

Levantamento realizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego mostrou que mais de 1,3 milhão de trabalhadores ainda não sacaram o abono do PIS/Pasep. O benefício, de R$ 300, poderá ser retirado nas agências da Caixa Econômica Federal (PIS) e do Banco do Brasil (Pasep). No total, 10 milhões de trabalhadores têm direito ao abono, que representa, este ano, um custo de R$ 3 bilhões aos cofres públicos. Cerca de 8,7 milhões de trabalhadores já sacaram o benefício.

Os recursos ficarão à disposição do trabalhador até 30 de junho de 2006. Quem não sacar o abono perde o dinheiro, que volta ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Entre aqueles que têm direito ao abono, 8,4 milhões recebem pela Caixa e 1,6 milhão pelo Banco do Brasil. A Caixa já pagou a 7,2 milhões, e o Banco do Brasil, a 1,4 milhão.

Para receber o abono salarial o trabalhador deve ter seu nome na Relação Anual de Informações Sociais, do ano-base 2004, declarada pelo empregador. Além disso, precisa estar cadastrado no PIS ou Pasep há pelo menos cinco anos, ou seja, desde o ano de 2000; ter trabalhado, no mínimo, 30 dias no ano de 2004 com carteira assinada ou ter sido nomeado efetivamente em cargo público; e ter recebido, em média, até dois salários mínimos mensais no período trabalhado.

O pagamento do abono deste calendário teve início em 10 de agosto. Quem tem cotas do PIS/Pasep pode sacar os rendimentos, também até 30 de junho. Os valores dependem do saldo em nome do trabalhador. Tem cotas quem começou a trabalhar antes de 1988 e ainda não sacou o saldo total.