Time Warner quer manter parceria com AOL e Google

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 18 de dezembro de 2005 as 13:12, por: cdb

A Time Warner iniciou negociação para manter a parceria entre a America Online e o site de buscas na internet Google, segundo fontes próximas à operação ouvidas pelo The Wall Street Journal, neste domingo. A notícia chega depois de semanas de rumores de que a AOL poderia deixar a atual parceria com o Google em favor de uma aproximação com a Microsoft – que vem procurando meios de reduzir o crescimento do Google.

As vendas pela internet no terceiro trimestre deste ano subiram 34%, para US$ 3,1 bilhões, na comparação anual, segundo levantamento da PricewaterhouseCoopers. Anúncios em sites de busca, que são exibidos de acordo com as pesquisas realizadas pelos internautas, são o segmento mais explorado atualmente na internet.

A Microsoft, dona do portal MSN.com, tem ficado para trás neste setor de anúncios na internet, perdendo apelo a grandes anunciantes para o Google. No mês passado, a Microsoft era considerada favorita para comprar uma participação na AOL. O plano da Microsoft era fundir o seu serviço MSN à AOL. Diversas empresas de internet e mídia estão interessadas na AOL, como os sites de busca Google e Yahoo!, a operadora de TV a cabo Comcast e a News Corp.

A AOL vem perdendo clientes de internet dial-up, mas ainda atrai milhões de usuários por dia a seu portal gratuito e a seu conteúdo só para assinantes. A parceria com a AOL ajudaria a aumentar o tráfego do MSN.com e a promover o novo serviço de buscas on-line da Microsoft, disse Gates. O Google tem um acordo com a AOL, renovado anualmente, sob o qual opera as buscas no portal e gerencia a publicidade ligada a essas buscas. A publicidade veiculada em sites da AOL foi responsável por 11% da receita do Google neste ano.