Termina rebelião em Bangu

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 21 de janeiro de 2003 as 16:52, por: cdb

Depois de cerca de 34 horas terminou a rebelião na Casa de Custódia Pedro Mello da Silva, no complexo penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro. Os reféns foram libertados e os presos vão passar por uma revista.

De acordo com a Globonews, havia nove policiais militares como reféns e não seis, como divulgado pela polícia. A assessoria de imprensa da PM não sabe divulgar nenhuma informação sobre o desfecho do caso.

Segundo o comandante Renato Hottz, as negociações ocorreram “de forma tranquila”, e a falta de liderança por parte dos rebelados dificultou as conversas.

Policiais de diversas equipes da PM, como tropa de choque, Bope (Batalhão de Operações Especiais) e Getam (Grupamento Especial Tático-Móvel) participaram da ação.

Parentes de presos fizeram manifestações em frente ao complexo penitenciário e interditaram por duas vezes ruas da região. Eles queriam informações sobre os presos e temiam uma invasão da polícia.

Esta foi a primeira rebelião no governo de Rosinha Garotinho (PSB). A casa de custódia tem capacidade para 500 detentos, mas abrigava, antes da fuga, 575 presos, todos ligados à facção TC (Terceiro Comando).