Tempere sim, mas cuidado com o sódio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 16 de maio de 2006 as 16:24, por: cdb

Se você é uma dessas pessoas que acreditam que o sabor dos alimentos está no tempero, é bom ficar em alerta. O tom daquela pitada a mais no quadro da sua saúde pode ser mais grave do que se imagina, de acordo com o que seja o nível adequado de sabor para cada pessoa. Caldos de galinha, temperos industrializados, sal refinado, condimentos de sabor e cor: ao ler esses nomes, você se transporta para a cozinha de casa. Então, não se descuide, pois todos esses alimentos são ricos em sódio. Embora o sódio seja um mineral indispensável para a nossa vida, precisamos de uma dieta que conte com a sua composição. O problema não está no uso, mas no excesso.

A complicação quanto aos níveis de sódio no organismo está no fato de que este mineral já está presente em muitos alimentos que consumimos. Logo, fica difícil calcular a quantidade de sódio que se acrescenta nos alimentos ao temperá-los. Além dos temperos, o sódio está presente nos conhecidos “chips” – que a moçada tanto adora -, nas comidas de fast-food, em embutidos como lingüiças, salsichas, salames e também nos alimentos comprados prontos como lasanhas e pizzas.

Portanto, o mais recomendável mesmo é evitar o uso do sódio em seu estado clássico, que é aquele pó branco, granulado, que normalmente adicionamos nas saladas e, principalmente, nas carnes para acentuar o sabor: o sal de mesa.