Temor do Canadá é que gripe do frango fuja do controle

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de março de 2004 as 02:33, por: cdb

As autoridades do Canadá temem que a Gripe do Frango tenha se propagado para fora da zona de alto risco de Columbia Britânica, onde se sacrificaram 300 mil aves e foi ordenada a quarentena de uma fazenda fora da área de controle.

A ordem da Agência de Inspeção Alimentar do Canadá (CFIA, em inglês) foi dada depois que se tomou conhecimento de que um dos funcionários deste escritório contraiu o vírus da gripe do frango depois de ter estado em contato com aves mortas em uma fazenda do vale Fraser, em Columbia Britânica. A pessoa contaminada mostrou sintomas de conjuntivite, mas se recuperou totalmente, informou a CFIA.

Ainda na última terça-feira, a União Européia (UE) anunciou que permitiria novamente a importação de produtos avícolas dos Estados Unidos e Canadá, exceto os procedentes de Texas e Columbia Britânica, que foram proibidos na Europa depois da descoberta de casos de Gripe do Frango em fevereiro.

A agência acredita que as taxas de mortalidade maiores que o comum em uma fazenda do vale Fraser, fora do raio de cinco quilômetros estabelecido em torno das dez fazendas e 33 granjas menores afetadas pela Gripe do Frango em fevereiro, mostram que o vírus se propagou.

A CFIA informou que as provas iniciais apontam que a fazenda poderia estar afetada por um variável moderada da doença de Newcastle, que afeta aves, mas os testes não puderam descartar que os frangos estivessem infectados com a Gripe do Frango.

A agência informou que, até o momento, há seis fazendas dentro do raio de cinco quilômetros em torno de Matsqui Prairie infectadas com o vírus da gripe do frango.