Telefônica registra lucro de R$ 830 milhões em São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de novembro de 2001 as 12:11, por: cdb

A Telefónica – que controla a comncessão para a operadora fixa de telecomunicações no Estado de São Paulo – registrou um lucro acumulado de R$ 830 milhões na sua área de atuação, no período de janeiro a setembro de 2001. Segundo a empresa, o resultado é 4,9% superior ao obtido em igual período do ano passado, quando a operadora teve lucro de R$ 791 milhões.

A operadora entregou seu balanço de 2001 (janeiro a setembro) à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que mostra uma receita bruta de R$ 8,9 bilhões no período, resultado 24,5% maior que o atingido em igual período do ano passado.

De acordo com a Telefônica, seu Ebitda (lucro antes de impostos, amortizações, etc) cresceu 20% entre janeiro e setembro de 2001 – se comparado a igual período de 2000 – e chegou a R$ 3,3 bilhões. A receita operacional líquida da operadora atingiu R$ 6,6 bilhões no final do terceiro trimestre de 2001, um aumento de 23,8% em comparação a igual período de 2000.

A antecipação das metas para 2003 da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) levou a um forte aumento dos investimentos, que não deverá se repetir em 2002, já que a Telefónica investiu R$ 3,4 bilhões na expansão e modernização da rede, um valor 35,9% superior ao investimento realizado entre janeiro e setembro de 2000.

Com o resultado da expansão, São Paulo atingiu uma planta de telefonia fixa de 12,6 milhões de linhas em serviço (mais de 13 milhões instaladas), com 34 linhas fixas para cada grupo de 100 habitantes. A empresa também chegou ao número de 342 mil telefones públicos instalados no estado. A digitalização da planta, segundo a Telefónica, atingiu 95,7% do total.