Técnico do Palmeiras está revoltado com Marcos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 21 de setembro de 2002 as 00:32, por: cdb

A crise está longe de terminar no Palmeiras. Nesta sexta-feira, o clima voltou a ferver no clube. Antes do treino, o goleiro Marcos, que pediu para não ser mais escalado, alegou estar com dores na coxa e, após uma conversa com o médico, foi vetado para o jogo contra o Figueirense.

Porém, a notícia não foi muito bem recebida pelo técnico Levir Culpi que, no dia anterior, havia confirmado a manutenção do jogador. “Ele não tem nenhum problema médico e, por isso, vai jogar. O Palmeiras precisa dele”, afirmou o treinador.

Quando ouviu da boca do médico Vinicius Martins que Marcos não iria jogar, o técnico soltou um sonoro palavrão e depois completou. “Quero homens aqui dentro. Se ele não quiser vir, então não venha”, esbravejou Levir Culpi, em alto e bom som.

Já na entrevista coletiva, um pouco mais calmo, o treinador palmeirense não confirmou que o motivo da irritação seria a ausência do pentacampeão. “Isso é interno”, comentou o comandante alviverde. “O certo é que ele sentiu uma contusão hoje e está cortado da delegação”.

Entretanto, o médico do Verdão, Vinicius Martins, acabou desmentindo o treinador. Segundo ele, o goleiro já reclamou dessa contusão na quinta-feira e as dores pioraram nesta sexta-feira. “Diante disso, achei melhor poupá-lo”, justificou.

Para o lugar de Marcos, Levir Culpi confirmou a entrada de Sérgio. “Estou treinando forte e tenho certeza que posso dar conta do recado. Não é a primeira vez que entro e não será a última”, afirmou o goleiro.