Taxa do cheque especial é a menor desde 1995

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 15 de outubro de 2003 as 15:47, por: cdb

Pesquisa da Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, realizada entre os dias 6 e 7 de outubro, mostra que a taxa média de juros para cheque especial atingiu o menor patamar desde que o levantamento foi implantado em 1995. A pesquisa foi realizada junto a 11 instituições financeiras. Segundo documento do Procon-SP, os juros continuam em queda, embora menos acentuada se comparada ao mês de setembro.

No empréstimo pessoal todas as instituições financeiras pesquisadas diminuíram suas taxas. No cheque especial, o BCN foi o único banco que não alterou a taxa; nas demais instituições houve redução. A taxa média do cheque especial nos bancos pesquisados foi de 8,34% ao mês, inferior à do mês anterior, que foi de 8,50% ao mês, significando um decréscimo de 0,16 pontos percentuais.

As três maiores quedas verificadas nas taxas de cheque especial foram: o Unibanco alterou de 8,70% para 8,45% ao mês, o que significa um decréscimo de 0,25 pontos percentuais; o Banco do Brasil mudou de 7,75% para 7,55% ao mês, o que significa um decréscimo de 0,20 pontos percentuais; e a Nossa Caixa alterou de 8,40% para 8,20% ao mês, o que significa um decréscimo de 0,20 pontos percentuais. Nenhuma elevação foi constatada, tanto no empréstimo pessoal quanto no cheque especial.