Tatiana Medeiros discute em São Paulo implantação da AACD e visita UPA no RJ

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de março de 2012 as 12:13, por: cdb

A secretária de Saúde de Campina Grande, Tatiana Medeiros, viajou no início da tarde desta segunda-feira, 26, para o Sudeste do país, onde cumpre agenda de trabalho e poderá trazer mais novidades na área de saúde para Campina Grande.

Na terça-feira, além de visita à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Tatiana Medeiros, estará conhecendo um modelo de UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) pré-fabricado e que é construído em três meses. “Por ter um custo mais alto, vamos ver a viabilidade deste projeto para que, se possível, Campina Grande possa receber a sua segunda unidade ainda neste ano”, disse a secretária municipal de Saúde.

O Rio de Janeiro é um estado com grande número de UPAs, acrescentou Tatiana Medeiros, que poderá ainda se reunir com o secretário municipal de saúde. A primeira UPA de Campina Grande será entregue no dia 3 de abril e será do tipo III, o mais avançado, com 20 leitos, seis médicos plantonistas e uma capacidade para atender até 450 pacientes por dia.

Na UPA, localizada na avenida Manoel Tavares, funcionarão as salas destinadas a curativos, colocação de gesso, raios X, atendimentos de urgência, estabilização, inalação e aplicação de medicamentos, contribuindo para desafogar o atendimento hospitalar.

Na quarta-feira, 28, a secretária Tatiana Medeiros estará em São Paulo, onde se reúne com o superintendente institucional da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), Luiz Oberdan Liporoni, e a superintendente técnica, Alice Rosa Ramos.

Na pauta da reunião, a construção e implantação da unidade em Campina Grande, assim como a forma de capacitação para os profissionais que irão atuar no serviço. A construção da AACD será iniciada em abril e concluída em outubro, mês de aniversário da cidade, confirmou a secretária municipal de Saúde.

Em outubro do ano passado, Campina Grande foi anunciada como a cidade que vai sediar uma unidade da AACD e para isso, a Prefeitura Municipal disponibilizou todo o apoio necessário para a implantação do serviço, que se somará aos demais que existem e que já prestam assistência aos portadores de necessidades especiais, como o CAPSinho e o CRANESP (Centro de Referência em Atenção ao Portador de Necessidades Especiais).