Suposto dirigente da Al Qaeda preso é interrogado pelo FBI

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 16 de março de 2003 as 15:51, por: cdb

Agentes federais americanos e do serviço secreto paquistanês interrogam ao marroquino Yasir al-Jaziri, suposto dirigente da Al Qaeda preso no último sábado (15) no Paquistão, informaram neste domingo, fontes da inteligência desse país.

O suposto membro da organização liderada pelo milionário de origem saudita Osama bin Laden permanece sob custódia paquistanesa em um local secreto, para onde se deslocaram especialistas do Escritório Federal americano de Pesquisas (FBI), indicaram as fontes.

Al-Jaziri, incluído na lista de supostos terroristas mais procurados nos Estados Unidos relacionados com os atentados de 11 de setembro de 2001, foi detido na cidade de Lahore, no leste do Paquistão.

Durante a operação policial se expropriaram documentos e um computador portátil na casa onde se praticou a detenção, agregaram as fontes.

As autoridades paquistanesas afirmam que possuem provas sólidas sobre a implicação do suspeito em atividades da Al Qaeda (A Base), organização à qual Washington atribui os atentados que destruíram as Torres Gêmeas de Nova York e um ala do Pentágono em setembro de 2001.

A captura de Al-Jaziri é o segundo golpe importante contra Al Qaeda no Paquistão este mês, depois que no último dia 1 fosse detido em Rawalpindi o suposto “número três” do grupo, Khalid Sheikh Mohamed, considerado um dos organizadores desses atentados.

As forças de segurança paquistanesas, auxiliadas pelos serviços de inteligência dos EUA, mantêm uma intensa busca a membros da Al Qaeda supostamente infiltrados no Paquistão depois da derrocada do regime talibã no vizinho Afeganistão.

Os serviços secretos paquistaneses e americanos suspeitam que centenas de militantes da Al Qaeda e seus aliados talibãs cruzaram a fronteira afegão-paquistanesa após a derrota ante as tropas dos Estados Unidos que invadiram o Afeganistão em outubro de 2001.

A captura de Khalid Sheikh Mohamed intensificou a busca de Bin Laden, na zona fronteiriça com o Afeganistão, assim como nas montanhas do leste e o sudoeste desse país.