Supermercado sofre arrastão em SP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de março de 2003 as 10:05, por: cdb

A Polícia Militar deteve nesta madrugada vinte e quatro pessoas, entre elas doze menores, acusadas de participarem de um “arrastão” em uma das unidades do Supermercado Pomar, na rua Antonio Carlos Mingues Lopes, número 1530, zona leste de São Paulo.

Por volta da 0h30 desta terça-feira, moradores vizinhos ao estabelecimento perceberam uma grande movimentação na rua e acionaram a polícia. Quando a viatura chegou ao local, uma das portas do supermercado estava arrombada e boa parte das prateleiras do supermercado estava destruída ou desarrumada.

Após ronda na região, os policiais detiveram vinte e quatro pessoas acusadas de participarem da invasão. Entre elas, estavam doze menores, sendo que quatro deles não tem sequer doze anos de idade. Com os detidos, foram encontrados um pé-de-cabra e uma picareta.

Segundo um policial militar que preferiu não ser identificado, entre os detidos estariam uma mãe e seis filhos. “A situação chega a ser triste porque são pessoas que vivem em situação precária” completou.

Todos foram levados para a delegacia e serão liberados após prestarem depoimento, já que nenhum produto foi encontrado com eles, o que impede a prisão por flagrante.

Os doze adultos detidos serão indiciados por furto qualificado, corrupção de menores e formação de quadrilha.

Neste momento, o delegado de plantão, Diogo Dias Zamut Júnior, está colhendo o depoimento do proprietário do supermercado, que teria reclamado o furto de máquinas registradoras, máquinas de cartão de crédito, garrafas de uísque, entre outros produtos.

As investigações deverão continuar nos próximos dias, já que a polícia suspeita que cerca de 60 pessoas teriam participado da invasão.

O caso está sendo registrado no 54º Distrio Policial de São Paulo, na Cidade Tiradentes, zona leste da capital paulista.