Suassuna reassume a liderança do PMDB no Senado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 9 de novembro de 2006 as 19:23, por: cdb

O senador Ney Suassuna (PMDB-PB) reassumiu a liderança do PMDB no Senado, após 85 dias de afastamento do cargo. Ele responde a processo de cassação no Conselho de Ética da Casa, por suposto envolvimento com o esquema de compra superfaturada de ambulâncias com recursos do Orçamento.

A comunicação do retorno ao cargo foi feita ao líder em exercício, senador Wellington Salgado (MG), que informou que a licença de Suassuna terminou na quarta-feira, quando o processo seria votado no Conselho. A votação, no entanto, foi adiada para o dia 22.

O relator desse processo, senador Jefferson Peres (PDT-AM), propôs em seu parecer a cassação do mandato de Suassuna. E Salgado havia apresentado voto em separado, contra a cassação.

– Sou contrário à aplicação da pena máxima de cassação, mas favorável a uma punição ao senador. Propus no meu voto uma censura verbal, que deverá ficar registrada na vida parlamentar de Suassuna -, disse Wellington Salgado.