Streaming: governo quer regular pagamento de direitos autorais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016 as 12:11, por: cdb

 

A consulta será encerrada em março, com a expectativa de que resolva questões ligadas ao pagamento de direitos autorais de músicas no ambiente digital

 

Por Redação, com Reuters – de São Paulo/São Francisco:

 

O Ministério da Cultura publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira um chamado de consulta pública para uma instrução normativa que visa regular a cobrança de direitos autorais no ambiente digital por associações de gestão coletiva.

A consulta será encerrada no dia 30 de março, com a expectativa de que resolva questões ligadas ao pagamento de direitos autorais de músicas no ambiente digital quando distribuídas através de gestão coletiva, e não de maneira individual pelo próprio titular do direito, como em plataformas de streaming, o que terá efeito direto sobre sites e aplicativos como Youtube e Spotify.

Cobrança de direitos autorais no ambiente digital por associações de gestão coletiva
Cobrança de direitos autorais no ambiente digital por associações de gestão coletiva

Carro autônomo

O projeto do carro autônomo da controladora do Google, Alphabet, está anunciando dezenas de vagas de trabalho em seu site, com um foco especial em especialistas em manufatura.

Trinta e cinco empregos relacionados ao projeto do carro Google X foram listados, incluindo engenheiros especializados em controle de movimento, t4elas, robótica e sensores, assim como administradores encarregados de operações, materiais e marketing.

O Google, que não quis comentar o assunto, negou no passado que teria algum interesse em produzir carros. Muitos especialistas da indústria acreditam que a gigante da tecnologia vai fechar parceria com alguma montadora estabelecida, fornecendo o software do veículo autônomo.

O Google atualmente testa seus carros protótipos em sua sede de Mountain View, na California, e em Austin, no Texas. A empresa anunciou na semana passada que expandirá os testes para Kirkland, em Washington, ainda em fevereiro.

A vaga aberta para engenheiro de processos de manufatura descobre o posto como sendo responsável por “projetar estações de montagem da fábrica, otimização de linha de produção, automatização de processos críticos de manufatura e aprovação de projetos de fixação de módulos eletrônicos para o carro autônomo”.

Já o cargo de engenheiro de qualidade de fornecedores envolve criação e aprovação de “processos de inspeção de manufatura, equipamento, ferramentas de medição (…) e montagem de componentes mecânicos”.

A companhia até está buscando por um diretor de imóveis e serviços para local de trabalho, o que sugere que as contratações devem continuar crescendo.