STJ nega liberdade a PM acusado de envolvimento em morte de jovens

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 6 de junho de 2003 as 14:47, por: cdb

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) negou pedido de habeas corpus ao policial militar A T.C.B., acusado de participar do assassinado de três jovens e de ocultar os cadáveres.

Segundo a Promotoria, em 10 de agosto do ano passado, na avenida Governador Carlos de Lima Cavalcanti, em Olinda (PE), três jovens, R. S. S., 14, Marcelo Heleno Tito da Silva, 19, e Luciano de Moraes Gomes, 20, foram abordados por quatro policiais militares, entre eles o acusado.

Os policiais colocaram os jovens em um carro da PM sob alegação de que era uma abordagem de investigação por causa de um atentado ocorrido contra um sargento.

Cana-de-açúcar

As vítimas, então, foram levadas até Igarassu. No local, os policiais teriam assassinado os jovens com armas calibre 38 e os enterrado em uma plantação de cana-de-açúcar. Testemunhas viram o carro da polícia no local.

O Ministério Público Estadual ofereceu denúncia e a Justiça de primeiro grau decretou a prisão preventiva dos acusados. A defesa entrou com habeas corpus no Tribunal de Justiça de Pernambuco, que negou o pedido, assim como fez posteriormente o STJ.