STJ decide manter condenação contra Pastor acusado de abuso sexual

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de julho de 2003 as 00:32, por: cdb

A sexta turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta quarta feira, manter a condenação do pastor E.G.D, preso em flagrante há três anos por abusar sexualmente de uma cunhada adolescente, em Valparaíso (GO).

Ele terá que passar 15 anos na prisão, em regime fechado, por estupro e atentado violento ao pudor. Pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia, ele foi flagrado pela polícia no dia 9 de março de 2000.

Com base em provas e depoimentos, o Tribunal de Justiça de Goiás condenou o pastor, que recorreu ao STJ alegando que a adolescente sempre foi bem tratada na casa e, ainda assim, mantinha um comportamento rebelde e promíscuo.

O ministro relator do processo, Fontes de Alencar, negou-se a revogar a decisão do tribunal goiano.