Stewart Copeland se acerta com membros do novo The Doors

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 4 de junho de 2003 as 14:24, por: cdb

O ex-baterista da banda Police, Stewart Copeland, retirou amigavelmente um processo judicial contra dois membros sobreviventes da banda The Doors, que estão agora em turnê com o apelido de “The Doors do século 21”.

Copeland abriu um processo contra a banda por quebra de contrato, reivindicando que os membros fundadores do grupo, Ray Manzarek e Robby Krieger, voltaram atrás na promessa de incluí-lo na turnê e em um álbum de estúdio que está por vir.

Os termos do acordo não foram divulgados.

“Eles são uma ótima banda e você deveria ir vê-los”, disse Copeland à Billboard recentemente.

Em um comunicado, Manzarek disse, “nós estamos muito felizes por resolver este assunto e desejamos todo o sucesso para Stewart no futuro”.

A nova formação do The Doors tem sido bombardeada com processos judiciais desde o ano passado.

O baterista da versão original da banda, John Densmore, que não integra a formação atual, processou Manzarek e Krieger por quebra de contrato, alegando que após a morte do líder e cantor Jim Morrison, em 1971, os três membros que restaram concordaram em dividir os futuros lucros da música do The Doors igualmente.

Ele afirmou também que os membros haviam fechado um acordo sobre usar o nome da banda somente quando os três integrantes estivessem envolvidos.

No mês passado, um juiz negou a solicitação de Densmore para tentar impedir Manzarek e Krieger de fazer a turnê.

A nova banda tem 13 datas marcadas para a turnê de verão, começando em 20 de junho em Detroit.